Entenda como funciona o teste da pisada, também chamado de exame de baropodemetria e que avalia a saúde dos pés de forma preventiva.

Palmipé | Serviços de Podologia e Produtos Ortopédicos Desde 1983

teste da pisada o que é

Teste da pisada: entenda a importância do exame

Você sente dores nos pés e joelhos, isso não é um bom sinal. Talvez um teste da pisada possa indicar o porquê disto. Para quem não conhece, esse é um exame que aponta diversas características sobre os pés e a forma como pisamos.

O teste é preventivo e indicado, sobretudo, para avaliar se um paciente possui predisposição para problemas ortopédicos nos membros inferiores. Normalmente, ele é feito quando já há algum sintoma, que é o seu caso, de modo a conseguir um diagnóstico preciso. 

Então, se os seus pés tem te incomodado, fique tranquilo porque há solução. E neste texto, nós da Palmipé, iremos te mostrar como o exame é a melhor forma de prevenir e solucionar problemas futuros. Continue a leitura para saber mais. 

Teste da pisada: o que é e para que serve?

O exame de baropodometria, que também é chamado de teste da pisada, é um procedimento indolor e preciso. Ele capta imagens para mostrar tudo sobre a marcha de um paciente, de modo a prevenir problemas futuros.

Por meio deste teste, é possível:

  • medir e quantificar as zonas de maior pressão nos pés; 
  • como é distribuída a carga;
  • forma do pé que pode ser plano ou cavo; 
  • e um dos três tipos de pisada – pronada, supinada ou neutra. 

As imagens que podem ser estáticas e dinâmicas são computadorizadas, permitindo uma melhor visualização. No geral, o exame apresenta dados para diagnosticar possíveis problemas que o paciente possa ter. 

É feita uma avaliação completa, cujo resultado aponta se existe algo errado na pisada ou no formato do pé do paciente. Também é mostrado no exame se esses danos causam impacto na movimentação (andar) e postura daquela pessoa. 

Quem deve fazer o teste da pisada

Nossos pés são a principal fonte de sustentação do corpo, onde recebe a maior carga cada vez que toca o chão. O exame pode ser feito por indicação médica, normalmente voltado para pessoas que sentem algum incômodo nos membros inferiores (pés, joelhos e tornozelos). 

Pelo resultado detalhado, o teste da pisada pode ser feito por qualquer pessoa que deseje saber como anda a saúde desses membros. Caso o indivíduo 

Com o diagnóstico do exame de baropodometria consegue-se evitar incômodos em outros membros, como pernas e coluna. 

Dores nessas regiões podem indicar algum problema com origem na pisada, por exemplo. Desta forma, são evitadas lesões e as dores sentidas pelo paciente. 

O teste da pisada mostra como o indivíduo deve distribuir o peso ao caminhar ou correr. Sendo assim, o exame é considerado preventivo.

Como funciona o exame

Para realizar o teste da pisada é usado um baropodômetro, equipamento que dá nome ao exame. Nele há sensores para a captação das imagens computadorizadas, onde são identificados os principais aspectos do pé e pisada. 

Como já explicado, o exame aponta a forma como os pés recebem e distribuem a carga do corpo. A partir disso, conseguimos ver como os pés suportam essa pressão ao longo do dia. 

Rápido e indolor, o paciente deve subir descalço na plataforma do equipamento para realização do teste. São necessárias duas etapas para avaliar de forma completa a pisada, a primeira uma análise estática e a outra dinâmica. 

No início, os sensores captam as imagens estáticas, onde é necessário ficar em pé sob a plataforma por um período curto. Isso é feito para identificar e quantificar os pontos de pressão, assim como o tipo de pé. 

A etapa dinâmica exige que o paciente caminhe sob a plataforma conforme orientação do profissional que realiza o teste. Essa ação serve para avaliar o tipo de pisada, centro de gravidade e possíveis alterações biomecânicas ao marchar. Também são identificadas as ações musculares realizadas durante a caminhada. 

Qual a importância do exame de baropodometria?

O teste da pisada é um exame preventivo, possibilitando a identificação precoce de alguns problemas. Com os resultados obtidos através da baropodometria, é possível determinar se o paciente tem tendência a lesões e outros danos, por exemplo. 

Desta forma, é importante que ele seja feito visando cuidar da saúde dos seus pés e corpo no geral. O exame de baropodometria pode impedir que dores leves na coluna e quadris, avancem a problemas mais sérios. 

Ele pode ser feito por qualquer pessoa, sobretudo aquelas que já sentem algum sintoma como dores nos pés e tornozelos. Após essa avaliação, o médico especialista poderá orientá-lo de maneira mais precisa sobre o que fazer daqui pra frente. 

Se houver a necessidade de usar um tênis apropriado ou órteses, é necessário o teste para indicar esse caminho. Até mesmo a necessidade de cirurgias são apontadas através do exame. 

Então, se você tem sentido dores nos pés, tornozelos ou joelhos, seria interessante realizar o exame de baropodometria. E mesmo que ainda não tenha nenhum sintoma, não fará mal nenhum avaliar se existe predisposição para possíveis problemas ortopédicos. 

A Palmipé é especialista em ortopedia e pode te ajudar a prevenir problemas no futuro, agende uma avaliação gratuita clicando aqui!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *